Logomarca

Últimas notícias

São Gabriel, 10/12/2019

Capela do Negrinho da Sanga Funda

Situada na estrada em direção ao Distrito do Cerro do Ouro, a mesma estrada São Gabriel - Bagé RS 156, a beira do leito da rodovia a Capelinha Campestre retrata uma história muito presente na vida da comunidade gabrielense. No local encontram-se sempre flores novas, pois trata-se de um local santificado pela crença popular.

A história conta que o Negrinho Pantaleão dos Santos, conhecido como Antão com apenas 12 anos, fora degolado pelo soldado desertor do 1º Regimento de Artilharia a Cavalo João Paraguaio em 1908.

Isso teria acontecido quando seu pai de Criação João Ventura de Oliveira, residente pouco adiante da chamada Sanga Funda, solicitou sua ida a venda(que existiu até 1990) de Teodolino Paulo.

Depois de subjugar o menino num local que gerava medo pelas suas características de riacho ermo com feias barrancas, o soldado tomou-lhe a égua que cavalgava e depois degolou-o, jogando a cabeça para um lado e o corpo para outro. Nesse local passavam viajantes, que localizaram o cadáver devido ao cheiro exalado.

Anos depois o assassino foi encontrado e morto a tiros, após reagir a busca policial.

A Igrejinha Campestre foi construída em pagamento de uma promessa pelo Sr. Vicente Teixeira, então sub-prefeito do Cerro do Ouro, durante o ano de 1948.

Fotos

Copyright © 2017-2020 - Cópia do conteúdo autorizada desde que citada a fonte.
Horário de Atendimento: Seg à Sex, das 08:00 às 14:00